A morte do peixinho

sexta-feira, dezembro 01, 2006

Isto aconteceu na semana passada. Mas só me lembrei de contar agora, quando vi um post parecido no blog da Nani.

Há tempo, toda feliz, comprei um peixinho beta para o Vítor. Já havia feito isso antes, mas ele era muito bebê pra diferenciar um peixe de verdade de um peixe de brinquedo, então não fez muita diferença. Com este foi muito mais legal, até nome demos a ele (Nemo. "Super" original, mas fazer o quê?).

Passaram-se algumas semanas e, um belo dia, vejo o Nemo boiando de barriga pra cima em seu aquário. Acostumada que já estou (este bicho morre mais fácil do que passarinho, acredita?), fui ao banheiro, joguei tudo no vaso sanitário e dei descarga. Levei o aquário pra cozinha, enchi de água e deixei lá, pra limpar depois.


Volto pro quarto. Vitinho pergunta:

- O que aconteceu, mamãe?

- O peixinho morreu, filho.

- E o que você fez com ele?

- Joguei no vaso sanitário.

Juro que falei na maior inocência. Esqueci que era a primeira experiência do menino com estas coisas. Começa o maior chororô. Pego meu pequeno no colo e começo a conversar:

- Filho, ele morreu. Não podia ficar aqui mais.

- Mas não pode jogar no vaso, mamãe!!

- Eu te compro outro, filho!

- Não mamãe, eu gostava daquele, porque era azul... (e cai no choro de novo)

- Filho, deixa eu te explicar. Lembra da tia Nena? Pois é, dentro do corpo da tia Nena tem a tia Nena. Ela foi lá pra papai do céu, mas o corpinho dela ficou aqui. Aí os pais dela enterraram o corpinho dela, mas ela tá lá no céu, com papai do céu. O peixinho também. Dentro do corpinho do peixinho, tem o peixinho, que foi lá pra papai do céu. Mas não pode enterrar o corpo do peixinho, então a gente joga no vaso, entendeu?

- Entendi, mamãe (E eu respiro aliviada, porque o choro também acabou). Mas... eu quero outro, tá? E laranjado!

Agora imagina onde é que eu vou arrumar um peixe laranjado...

P.S.: Na oração noturna sempre tinha o pedido pra papai do céu abençoar a mamãe, o vovô, a vovó, a dindinha e a tia Nena. Agora, ele inclui o peixinho também.

2 comentários:

Sora Soralina disse...

É triste, né? Qdo o Fred morreu foi mesma novela. Vc podia tbm ter contado a História de como o Nemo (do filme) se fingiu de morto pra tentar fugir pela privada!

Amorosa disse...

Ah, que fofo! Eu li imaginando a carinha do Vitinho. Legal sua "explicação", eu sempre aprendo a ser-mãe-um-dia por aqui.