segunda-feira, janeiro 29, 2007

Depois dizem que o mundo não é machista!


Ministro japonês chama mulheres de "máquinas de fazer filhos"


28/01/2007 18:44

O ministro japonês da Saúde, Hakuo Yanagisawa, desencadeou uma onda de protestos ao comparar as mulheres a "máquinas de fazer filhos", pedindo-lhes que aumentem o índice de natalidade do país, indicou neste domingo a imprensa local. "O número de mulheres entre 15 e 50 anos é fixo (...). Como o número de máquinas de fazer filhos é fixo, pedimos que façam tudo o que puder", declarou sábado o ministro durante uma reunião do Partido Liberal Democrático (PLD, no poder), segundo a agência Kyodo.

Pouco depois, Yanagisawa, 71 anos, "pediu perdão por ter empregado a palavra 'máquina'". "Lamento ter chamado as mulheres de máquinas", desculpou-se.

As palavras do ministro geraram indignação no país. A escritora Michiko Yoshinaga afirmou que elas revelam "a verdadeira face do ministro e recomendou às pessoas que estudem as razões pelas quais as japonesas não têm mais filhos".

A taxa de natalidade do Japão era de 1,26 criança por mulher em 2005 e deve cair para 1,21 em 2013, segundo estudo do governo.

A população japonesa começou a diminuir em 2005, pela primeira vez desde à II Guerra Mundial, Os japoneses, que eram 127,77 milhões em 2005, devem ser menos de 100 milhões em 2046, segundo o estudo.

Fonte: jornal O Povo

1 comentários:

Danilo disse...

Pô, Tati, essa é fácil, né? Galera machista igual no Japão eu nunca vi igual, outro dia a 'minha' Tati (sem conotação machista, hehehe) teve uma reunião com uma turma de japoneses. Vc acredita que eles estenderam a mão para cumprimentar todos os homens da sala (até o office-boy), mas passaram batido por ela, que é a segunda pessoa mais sênior no projeto? Os caras não têm noção mesmo, hehehe!