quinta-feira, agosto 31, 2006

Gosto de divulgar boas notícias:

Usuário poderá mudar de operadora telefônica e manter o mesmo número

Lourenço Melo
Repórter da Agência Brasil


Brasília - Os usuários de telefones fixos e celulares vão poder, a partir de 2008, migrar para outras prestadoras de serviços, dentro dos códigos de suas áreas, mantendo o mesmo número de telefone - possibilidade chamada de "portabilidade do número". A medida foi anunciada hoje (30) pelo conselheiro Pedro Jaime Ziller, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Ao anunciar a medida, Ziller informou que a portabilidade do número, que já existe em diversos países, melhora a competição entre as operadoras de telefonia e a qualidade dos serviços, pois as empresas se preocupam mais em manter o cliente.

O custo da transferência do número para outra operadora deverá ser baixo, estimou o conselheiro, para gerar interesse. Outro detalhe, segundo ele, é que o usuário do telefone não ficará livre de pagar contas eventualmente em atraso, conforme o contrato com a telefônica que o servia. Apenas ao transferir o número para outra empresa e uma vez iniciado o serviço é que a conta será paga a essa nova operadora.

A Anatel vai colocar o Regulamento Geral de Portabilidade em consulta pública durante 45 dias, a partir do dia 4 de setembro próximo, devendo ser aprovado até 15 de dezembro. No início de 2007 deverão ser cumpridas diversas etapas, como adaptação de sistemas e de equipamentos, trabalho que durará cerca de um ano, estima Ziller.

A implantação da portabilidade de número dentro de um município ocorrerá no limite da área do DDD (número de Discagem Direta à Distância) de acesso ao cliente. Em meados de 2008, estima a Anatel, as mudanças para outras operadoras com a manutenção do mesmo número ocorrerá nas grandes cidades, inicialmente, e, ao final de 2008, nas cidades menores.

Agência Brasil



2 comentários:

Rafael disse...

pra mim nao vai ajudarmuito.. eu tenho q trocar d tel td hrpois unsdesafetos e uns pentelhos sempre arrumam o meunumero sei la como...

Márcia disse...

Boas notícias, mas que mesmo assim só se concretizarãoe m 2008.
Eu acho justíssimo.